Alergia: algumas informações pra você!

As alergias

As alergias têm causas muito variadas, sendo algumas delas preocupantes e outras nem tanto. Basicamente, as alergias são respostas imunológicas por demais exageradas quando da exposição ao alergênico que afetam pessoas geneticamente suscetíveis e já previamente sensibilizadas.

Dentre as várias causas de alergias podem citar, por exemplo, medicamentos, alimentos, ácaros, fungos, pelos, pólens e mofo. Podemos dividir as alergias em alimentares, de pele, de nariz, de vias respiratórias e ocular. Além disso, dependendo do agente alergênico e do tipo de alergia, os sintomas podem ser bastante diferentes.

Algumas alergias provocam choque anafilático ou anafilaxia, ou seja, uma reação bastante grave e preocupante. A anafilaxia pode levar à dificuldade para respirar, à perda de consciência e até mesmo à morte quando não imediatamente contida. Por isso, indivíduo alérgicos devem andar sempre com um antialérgico no bolso e com instruções do que ser feito em casos de choques do tipo.

Tipos de alergia

As alergias alimentares são geralmente provocadas pelo consumo de soja, de leite de vaca, de amendoins, de nozes, de ovos, de peixes e de frutos do mar. Já as alergias de pele tendem a se manifestar em determinados locais e possuem as mais variadas causas, provocando coceira e vermelhidão local.

A alergia que acomete o nariz é também conhecida por rinite alérgica e costuma ocorrer de forma repentina. Alergênicos inalantes são os que mais provocam a condição como ácaros e poeira. A alergia das vias respiratórias também é conhecida por asma ou bronquite alérgica. Pode ser provocada por medicamentos, alimentos, exercícios físicos inadequados, ansiedade e exposição a ácaros e poeira. Por fim, a alergia ocular, ou conjuntivite alérgica, pode ser provocada pelos mesmos fatores acima mencionados.

Sintomas

Apesar dos sintomas poderem variar dependendo do tipo de alergia e do organismo do indivíduo, alguns dos sintomas mais recorrentes quando da reação alérgica são coceira, irritação, espirros, coriza, nariz entupido e falta de ar.

A asma, alergia das vias respiratórias, provoca sensação de aperto no peito, chiados ao respirar, tosse, cansaço e falta de ar. Já a rinite alérgica, alergia que acomete o nariz, tende a provocar espirros, coriza, coceira no nariz, garganta e céu da boca, nariz entupido, olhos avermelhados, olhos coçando, lacrimejamento, alterações no olfato, alterações no paladar e tosse noturna.

O que fazer?

Todas as alergias podem ser controladas, por isso, diante desses sintomas é indicado procurar por um médico. Especialmente quando a alergia já atrapalha a vida da pessoa, provocando sono, baixa produtividade e irritabilidade, por exemplo, é indicado procurar pela ajuda de um profissional.

O fundamental é identificar o que provoca a alergia, de forma a poder se tomar as medidas necessárias para o tratamento mais adequado. Vários testes de alergia podem ser feitos para tanto, assim como, conversas com o paciente sobre o estilo de vida do mesmo podem ajudar.

Apesar de não haver uma cura, as alergias podem ser devidamente controladas quando se sabe o que gera os sintomas, por isso, procurar por um alergista pode ser uma medida bastante interessante para quem sofre com a condição.

 

Tratamento

A grande maioria dos tratamentos consiste em controlar os sintomas e evitar a exposição ao agente alergênico. No caso da rinite alérgica, por exemplo, vale a pena fazer uso de medicamentos anti-inflamatórios, descongestionantes e medicamentos antialérgicos. Já para a asma, pode-se usar broncodilatadores ou corticoides, por exemplo.

Além disso, é fundamental evitar a exposição ao agente alergênico. Pessoas com alergia a ácaros devem manter a casa limpa e arejada, já pessoas com alergia à camarão, devem deixar de comer camarão. Por fim, vale a pena lembrar que somente um médico está apto a indicar a melhor abordagem de tratamento para cada caso, visto que a prática de automedicação pode ser perigosa e ainda piorar uma condição.

 

Dicas para quando sofrer ataques de alergia

Ataques de alergia podem incomodar bastante, além de serem até mesmo perigosos em alguns casos. A primeira coisa a se fazer quando de um ataque de alergia é ficar longe do agente alergênico. Por exemplo, pessoas alérgicas a ácaros devem evitar ambientes fechados e, quando de um ataque de alergia, ir para um local arejado pode ser uma boa alternativa. Da mesma forma, pessoas alérgicas a pelos de animais devem evitar o contato com os bichinhos e, ainda assim, diante de um contato que gere alergia, deve-se evitar nova aproximação.

O principal a ser feito é manter a calma e procurar um ambiente arejado. Para reduzir os sintomas rapidamente pode-se fazer uso de determinados medicamentos, no entanto, o afastamento do alergênico tende a resolver qualquer situação. Caso a exposição gere um ataque de alergia muito forte, vá para um hospital para receber os devidos cuidados. Lembre-se que a automedicação pode ser uma prática perigosa, por isso, não deixe de buscar por ajuda médica diante de complicações.

Fonte: http://www.saudemedicina.com/dicas-para-quando-sofrer-ataques-de-alergia/


Facebook

Twitter

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades.

Responsáveis Técnicos:
Dr. Emerson Aparecido Sobrinho - CRBM 5163
Dr. Erika Michele Moral - CRBM 16814

Desenvolvimento e Hospedagem

Laboratorio Biolab © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem