Saiba mais sobre o Câncer de Pele.

É preciso reconhecer que estamos diante de um problema comum. Das formas de câncer, o câncer de pele é o mais freqüente, pois estamos expostos a um fator de risco inevitável: a luz do sol, cujos raios ultravioletas podem lesar as células da pele.Nesta época do ano, com a estação mais quente e ensolarada os cuidados devem ser redobrados.
Veja os tipos de câncer de pele, os sintomas e saiba como se prevenir.


Câncer de pele carcinoma

O câncer de pele carcinoma basocelular tem um alto potencial de destruição da células, formando muitas vezes deformações, problemas estéticos e até funcionais. Mais comum em pessoas causasianas (raça branca), mas o que realmente conta é o histórico genético, exposição ao sol , e situações específicas como exposição a radiação ionizante e ao arsênio. Geralmente ocorre no pescoço e rosto (região da cabeça), e parece pequenas feridas (úlceras).

Câncer de pele melanoma

O terceiro tipo de câncer de pele é o melanoma, muito perigoso. Ele tem este nome porque é formado por células que produzem melanina, pigmento que todos temos em grau maior ou menor.

Ele pode surgir na pele sadia ou em sinais escuros. É preciso prestar atenção aos sinais, seguindo a regra do ABCD para identificação do câncer de pele melanoma:

    -“A” de assimetria: é preciso ver se uma metade do sinal é diferente da outra.
    -“B” de borda: se for irregular ou pouco nítida, atenção.
    -“C” de cor: o alerta surge quando o sinal tem diferentes tons de preto e marrom, às vezes com manchas vermelhas ou azuladas.
    -“D”de diâmetro: maior do que 6 mm ou aumento de diâmetro significam perigo.




Prevenir o Câncer de Pele

O principal fator do câncer de pele é a exposição indevida à luz do sol.

Alguns hábitos fazem muita diferença para sua pele e saúde, evitando não somente o câncer, mas o envelhecimento precoce e manchas:

    -Nunca deixe de usar um protetor solar adequado ao seu tipo de pele
    -Evite horários de maior incidência dos raios ultravioletas – das 10 às 16 h
    -Utilize chapéu e roupas que exponham o mínimo necessário da sua pele ao sol.

A exposição excessiva ao sol geralmente é feita por pessoas que desejam se bronzear, mas há métodos alternativos para o bronzeamento, que não exigem exposição ao sol.

Consulte o dermatologista periodicamente e, ao surgir qualquer sinal, como manchas ou feridas com cicatrização anormal, não hesite em procurar um médico oncologista. Para mais informações sobre os diversos tipos de câncer, procure o INCA – Instituto Nacional de Câncer.

Fonte: http://www.selecoes.com.br/cancer-de-pele-tipos-sintomas-prevencao


Facebook

Twitter

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades.

Responsáveis Técnicos:
Dr. Emerson Aparecido Sobrinho - CRBM 5163
Dr. Erika Michele Moral - CRBM 16814

Desenvolvimento e Hospedagem

Laboratorio Biolab © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem