Aprenda a proteger a saúde das crianças no outono e inverno

O Outono e o Inverno trazem dias mais frios e secos, uma combinação que resulta em muitos problemas para quem tem crianças em casa. Quer afastar as gripes, resfriados e alergias do seu pequeno? O blog traz as dicas que vão te ajudar a ter uma temporada mais tranquila e saudável.

“O tempo seco é o principal problema, principalmente em cidades grandes e que já apresentam uma umidade relativa do ar menor. Essa mistura de ar seco com poluição acaba por aumentar a quantidade de vírus e bactérias no ar, e os atendimentos pediátricos por conta de garganta seca, viroses, amidalites, rinites e até desidratação se tornam muito mais frequentes”, explica o pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros, especialista pela Universidade Federal de São Paulo e pela University of California.

Combatendo a falta de umidade

A hidratação oral é o primeiro grande cuidado, já que, muitas vezes, as pessoas relacionam a desidratação e o consumo aumentado de líquidos com o calor do verão. “Precisamos oferecer água com frequência para as crianças que já não estão no período de aleitamento exclusivo (até os seis meses). Para as que já comem alimentos sólidos, vale também oferecer mais frutas, que trazem não só a água, como também as vitaminas. Já para as mães que têm bebês menores de seis meses, é importante saber que eles vão mamar mais por conta da desidratação e que isso não deve ser confundido com leite fraco – seu leite continua nutrindo da mesma maneira”, esclarece.

Outro grande aliado nessa época do ano é o umidificador, que vai devolver pelo menos parte da umidade. “Eles são muito indicados, principalmente quando temos uma umidade relativa do ar abaixo de 50% – o que é comum durante quase todo o inverno. Ao contrário do que muita gente pensa, o uso constante não gera fungos ou bolor, porque está tudo muito seco. Pode deixar ligado a noite toda no quarto do bebê ou da criança, apenas tomando o cuidado de não deixar o vapor muito perto da cama”, aconselha.

Proteção contra os vírus

Tempo mais frio é igual a mais tempo em locais fechados – um hábito que pode levar à propagação rápida de vírus como a gripe. “No primeiro trimestre de vida não é aconselhável que o bebê saia de casa. Passada essa fase, é importante que os pais continuem evitando locais muito aglomerados e fechados com frequência, porque basta uma pessoa com virose em fase de contaminação para que a criança corra risco de ficar doente. Ensine o seu filho a lavar as mãos com sabonete várias vezes ao dia nessa fase do ano, e deixe o álcool em gel para quando estiver fora de casa, porque ele resseca demais a pele”, aponta. Além disso, a vacinação em bebês a partir de 6 meses é muito importante. Consulte a Biolab!

Bebê quentinho na medida certa

Com crianças maiores, que já conseguem andar e falar, a questão da temperatura é fácil de controlar, afinal, elas podem expressar se estão passando calor ou frio. Já com os bebês é preciso cuidado e bom senso: “Muitas vezes os pais acabam agasalhando demais os filhos por acharem que eles sentem mais frios, e isso traz um enorme desconforto. Se o bebê está chorando demais, pode ser por excesso de roupas. Já na hora de dormir é preferível colocar uma roupinha mais reforçada do que cobrir com muitos cobertores. Uma única manta de qualidade já é suficiente para aquecer sem desidratação, calor ou risco de sufocamento”.

Fonte: http://fastlife.fastshop.com.br/tempo-frio-e-seco-aprenda-proteger-saude-das-criancas-no-outono-e-inverno/


Facebook

Twitter

Exame Online

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades.

Responsáveis Técnicos:
Dr. Emerson Aparecido Sobrinho - CRBM 5163
Dr. Erika Michele Moral - CRBM 16814

Desenvolvimento e Hospedagem

Laboratorio Biolab © 2018 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem