Março azul marinho: o mês de conscientização sobre o câncer colorretal.

O que é o câncer colorretal?

Câncer colorretal é a denominação que se dá aos tumores que acometem o cólon (ou intestino grosso) e/ou o reto. Em muitos casos são potencialmente curáveis mas, como sempre, o diagnóstico precoce é fundamental.

Embora outros tumores aconteçam em maior frequência na nossa população, o câncer colorretal tem apresentado incidência crescente no Brasil – são mais de 36.360 casos anuais, sendo 17.380 homens e 18.980 mulheres (2018 – INCA).

Você sabia? Não são raros os casos de pessoas com câncer colorretal que fazem uso da bolsa de ostomia.

Inegavelmente é um câncer que ocorre predominantemente na faixa etária dos adultos, geralmente a partir dos 50 anos de idade. É uma doença relativamente rara entre as crianças.

Quais são os principais fatores de risco do câncer colorretal?

-idade igual ou superior aos 50 anos;
-pessoas que tenham parentes em primeiro grau com pólipos ou câncer de intestino;
-portadores de doenças inflamatórias do colón e do reto, como por exemplo a retocolite ulcerativa ou doença de Crohn;
-excesso de peso corporal;
-tabagismo;
-sedentarismo;
-consumo excessivo de álcool;
-maus hábitos alimentares (ou seja, dieta rica em alimentos gordurosos e pobre em fibras (frutas, vegetais, etc.);
-consumo elevado de carnes processadas/embutidos (por exemplo, salsicha, mortadela, linguiça, presunto, bacon, peito de peru, salame, etc.);
-ingestão excessiva de carnes vermelhas – estudos consideram excessivo o consumo superior à 500 gramas de carne vermelha (calculados após o cozimento) por semana;

Aproveite a campanha do março azul marinho e esteja alerta para estes sinais e sintomas

IMPORTANTE! O câncer colorretal é silencioso! – geralmente causa sintomas, apenas em estágios mais avançados – por isso, é imprescindível que você faça exames preventivos regularmente.

-presença de sangue nas fezes – seja sangue vivo ou escuro, misturado às fezes, com ou sem muco;
-dores em cólica no abdome – com mais de 30 dias de duração;
-alterações no hábito intestinal, apresentando sinais de irritações– ou seja, diarréia, necessidade urgente de evacuar, constipação anormal, ou estes sintomas alternados;
-obstrução intestinal – por exemplo, afilamento das fezes, sensação de esvaziamento incompleto, constipação persistente (de início recente), cólicas abdominais frequentes associadas a inchaço abdominal sem aparente motivo;
-emagrecimento rápido e não intencional;
-anemia crônica;
-fadiga ou cansaço sem motivo aparente;

Que hábitos saudáveis ajudam na prevenção do câncer colorretal

-pratique atividade física regularmente – ao menos 30 min por dia;
-mantenha uma alimentação variada e saudável, rica em fibras, frutas, vegetais e legumes;
-tenha uma ingestão de água regular e adequada – cerca de oito copos por dia;
-reduza o seu consumo de carne vermelha;
-mantenha seu peso adequado;
-Não fume;
-Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

O câncer colorretal tem cura?

O câncer colorretal é tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectado precocemente. Em outras palavras, quando ainda não se espalhou para outros órgãos. Certamente, grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Fonte: https://www.ostomais.com/marco-azul-marinho/


Facebook

Twitter

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades.

Responsáveis Técnicos:
Dr. Emerson Aparecido Sobrinho - CRBM 5163
Dr. Erika Michele Moral - CRBM 16814

Desenvolvimento e Hospedagem

Laboratorio Biolab © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem