Qual a diferença etre asma e bronquite?

Você sabe qual a diferença entre asma e bronquite? As duas são doenças respiratórias que causam sintomas parecidos, como tosse e falta de ar, mas elas são condições diferentes.

Tanto a asma quanto a bronquite acontecem devido a uma inflamação nas estruturas em formato de tubo que levam o ar da garganta (traqueia) até os pulmões.

Essa inflamação surge quando essas estruturas são atingidas por diferentes agentes irritantes, o que leva à produção de muco (catarro). Em consequência, ocorre também um estreitamento do diâmetro desses tubos, causando falta de ar. Como as duas doenças apresentam esse mecanismo, alguns sintomas são iguais para ambas.

A confusão aumenta porque, muitas vezes, a asma é chamada de bronquite asmática ou asma brônquica. Contudo, a asma é uma doença crônica que costuma estar associada a um processo alérgico, enquanto a bronquite geralmente é causada por uma infecção viral ou bacteriana ou pelo tabagismo.



Diferenças nas causas da asma e da bronquite

A asma é uma doença crônica, ou seja, ela não tem cura, embora seus sintomas possam até desaparecer com o passar do tempo quando é feito o tratamento adequado. Ela é mais comum nas crianças e adolescentes, atingindo 20% dessa população no Brasil.

Entre os mais jovens, a asma costuma ter natureza alérgica e suas crises são desencadeadas por agentes que são inalados e provocam uma reação de hipersensibilidade, como ácaros, pólen, mofo, poeira, fumaça de cigarro, entre outros.

Além disso, fatores como esforço físico, mudanças bruscas de temperatura e infecções respiratórias como gripes e resfriados também podem funcionar como gatilho para crises de asma.

A bronquite, por sua vez, pode ser aguda ou crônica. A bronquite aguda geralmente está relacionada a um processo infeccioso causado por um vírus ou uma bactéria, como os agentes causadores de gripes e resfriados, e tem duração de uma a duas semanas.

Já a bronquite crônica costuma ser causada pelo contato prolongado com a fumaça do cigarro e não tem cura, raramente atingindo não fumantes. O prognóstico da doença não é bom, pois ela tende a piorar com o passar dos anos, levando à destruição do tecido pulmonar.



Sintomas de asma e bronquite

Os sintomas da asma e da bronquite são semelhantes, principalmente da asma e da bronquite crônica, sendo necessário consultar o médico pneumologista para diferenciar essas condições. Além disso, o padrão de manifestação desses sintomas é diferente para cada uma das doenças.



Sintomas de asma

No caso da asma, os sintomas podem surgir depois da exposição aos alérgenos, esforço físico e mudanças climáticas e costumam ser mais intensos à noite e no começo da manhã. Os principais sintomas da asma são:

-Tosse seca (sem catarro);
-Chiado no peito;
-Falta de ar;
-Fôlego curto;
-Sensação de peso no peito;
-Ansiedade.

Como a asma é uma doença crônica, a pessoa pode apresentar esse quadro várias vezes durante a vida, especialmente na infância.



Sintomas de bronquite aguda

Diferente da asma, a bronquite aguda é uma doença autolimitada que costuma ser resolvida em uma ou duas semanas. Seus principais sintomas são:

-Tosse seca que pode se tornar produtiva (a pessoa começa a ter tosse com catarro);
-Falta de ar;
-Chiado no peito;
-Febre de até 38 graus que dura de 3 a 5 dias (algumas vezes).

Por se tratar de uma condição aguda, esse quadro costuma acontecer de forma isolada no decorrer da vida da pessoa.



Sintomas de bronquite crônica

Como o próprio nome indica, esta é a versão crônica da bronquite, o que faz com que seus sintomas apareçam de forma recorrente durante a vida do paciente, assim como acontece com a asma.

Contudo, enquanto a asma pode melhorar e desaparecer com o passar dos anos, a bronquite crônica é uma doença progressiva, o que significa que seus sintomas tendem a piorar com o tempo, principalmente quando a pessoa não para de fumar.

Os principais sintomas da bronquite crônica são:

-Tosse produtiva com bastante catarro;
-Falta de ar;
-Chiado no peito;
-Falta de fôlego para realizar as atividades do dia a dia.

Os sintomas da asma e da bronquite crônica podem ser muito parecidos, principalmente no início da bronquite crônica, quando o muco ainda é menos perceptível.

Por isso, a diferenciação entre essas condições é feita pela faixa etária e os hábitos de vida do paciente: enquanto a asma é mais frequente em crianças, a bronquite crônica costuma aparecer em pessoas mais velhas que têm um longo histórico de tabagismo.



Diferenças no tratamento da asma e da bronquite

Por serem causadas por fatores diferentes, o tratamento da asma e da bronquite também seguem medidas distintas.

No caso da asma, o tratamento é feito de forma contínua com o uso de medicamentos para controlar a inflamação das vias respiratórias, incluindo as famosas bombinhas (corticosteroides inalatórios) e broncodilatadores. Também é essencial evitar a exposição da pessoa aos agentes que desencadeiam as crises.

Na bronquite aguda por vírus, não existe um tratamento específico para combater o agente causador da doença. Podem ser recomendadas medidas para aliviar os sintomas, como reforçar a hidratação, fazer inalações e utilizar descongestionantes, analgésicos e antitérmicos a critério médico.

Para a bronquite crônica, por sua vez, o principal tratamento é parar de fumar. Como a doença causa a destruição do tecido pulmonar, o uso de medicamentos nem sempre surte o efeito desejado. Dessa forma, a prescrição de medicamentos como anti-inflamatórios e broncodilatadores deve ser considerada individualmente.

Fonte: https://medprev.online/blog/qual-a-diferenca-entre-asma-e-bronquite.html


Facebook

Twitter

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades.

Responsáveis Técnicos:
Dr. Emerson Aparecido Sobrinho - CRBM 5163
Dr. Erika Michele Moral - CRBM 16814

Desenvolvimento e Hospedagem

Laboratorio Biolab © 2019 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem